A Cannabis medicinal em Portugal [Podcast 003]

A Cannabis medicinal em Portugal [Podcast 003]

No 3º episódio do Santa Cannabis O Podcast, viajamos até o outro lado do Atlântico para conversar com a presidente da Portugal Medical Cannabis, a jornalista e ativista Laura Ramos, para saber como se desenvolve a Medicina Canabinoide por lá.

Será que o país europeu está mais avançado ou atrasado com relação ao Brasil? Por que o projeto de lei que legaliza o plantio em solo português não avança? Vocês sabiam que a Cannabis está presente na História de Portugal desde as Grandes Navegações, na forma de cânhamo das velas e cordas dos navios? Só que essa conexão entre a planta e a cultura portuguesa infelizmente se perdeu.

Conheça essas e outras histórias neste episódio transcontinental! Ouça agora!

Não tem spotify?

Sem problemas! Estamos também no Itunes, Deezer e Google Podcasts. Ouça a gente por lá e já aproveite para nos seguir e compartilhar!

Itunes | Deezer | Google Podcast

Cannabis, Covid-19 e ansiedade [Podcast 002]

Cannabis, Covid-19 e ansiedade [Podcast 002]

No segundo episódio do Santa Cannabis Podcast, Marcus Bruno e Igor Seco conversam com o médico Dr. Roberto Tobaldini sobre os problemas psicológicos que o isolamento social – necessário para conter a Covid-19 – estão trazendo a muita gente, sobretudo crises de ansiedade. E claro, de que forma a Cannabis medicinal pode ajudar.

O programa também compara o cenário brasileiro com o dos EUA e Canadá, onde os dispensários de Cannabis foram considerados serviços essenciais durante a pandemia, esclarece o que é fato e o que é mentira sobre CBD e coronavírus e discute o cenário regulatório brasileiro em meio a essa crise, lembrando que mais um país legalizou o plantio para alavancar a economia abalada pela doença: o Líbano. Um bate-papo descontraído e informal, mas esclarecedor sobre tudo que envolve Cannabis e a Covid-19. Ouça agora!

Não tem spotify?

Sem problemas! Estamos também no Itunes, Deezer e Google Podcasts. Ouça a gente por lá e já aproveite para nos seguir e compartilhar!

Itunes

Deezer

Google Podcast

Conteúdo canábico e responsabilidade social [Podcast 001]

Conteúdo canábico e responsabilidade social [Podcast 001]

Desde que a associação Santa Cannabis iniciou seus trabalhos em 2019 na cidade de Florianópolis, buscamos formas de democratizar a informação, levando conteúdo confiável e de qualidade ao maior número de pessoas que conseguimos.

Lá no começo desse projeto incrível, já sabíamos que nosso sucesso dependia de marcar presença na internet, através das redes sociais e do site. Locais onde publicamos quase que diariamente as notícias e os tópicos mais importantes no debate sobre regulamentação da cannabis para uso medicinal.

Porém, acreditamos que é preciso mais.

Para cumprir nosso papel na linha de frente como um órgão que fomenta conhecimento e trás consigo uma responsabilidade social enorme, nós chegamos a conclusão de que era necessário alcançar as pessoas de uma forma mais intimista, levantando um diálogo aberto e trazendo alguns dos nomes mais relevantes do cenário canábico brasileiro e lusitano para debates leves, informativos e que fossem facilmente consumidos por pessoas de todas as idades, regiões e posicionamentos.

Sendo assim, é com orgulho que nessa data especial de 20/04/20, anunciamos o início do podcast da Santa Cannabis!

Nesse podcast, uma espécie de rádio online que ficará disponível no Spotify e nas principais plataformas de áudio do mundo, nossos apresentadores, Marcus Bruno e Igor Seco, receberão convidados toda semana, com o intuito de levar até você que nos acompanha, apenas os melhores tópicos e debates que rondam o universo da Cannabis em todos os seus setores.

Para começar assim, com o pé direito nessa cruzada por informações relevantes e de qualidade, recebemos em nosso episódio piloto a presença de Nanda Nascimento, integrante do Canal Umdois, que surgiu em 2014 e atualmente é o canal canábico mais influente de que se tem notícia no Brasil.

Nanda vem até nossa humilde bancada para nos ajudar a compreender melhor o papel dos meios de comunicação e sua responsabilidade ao lidar com o público, abordando o uso recreativo e medicinal da cannabis.

Então deixamos aqui o convite para você que nos acompanha.

Escute agora o primeiro episódio do podcast da Santa Cannabis e venha com a gente nessa grande caminhada por acesso a informação:

Covid-19: ONG troca brindes por doações aos asilos de Florianópolis

Covid-19: ONG troca brindes por doações aos asilos de Florianópolis

A associação de pacientes Santa Cannabis, que atende cerca de 300 famílias na Região Sul do Brasil, iniciou uma campanha de doação de alimentos e materiais de higiene e limpeza para os lares de idosos de Florianópolis. Devido ao isolamento social necessário para conter o coronavíus, os asilos estão com as visitas suspensas. Além disso, esses locais perderam suas fontes de renda, com bazares e brechós cancelados.

Os ítens serão encaminhadas à Serte, na Cachoeira do Bom Jesus, ao Lar Seove, no Campeche, e ao Asilo Irmão Joaquim, no Centro.

Para incentivar os moradores da Grande Floripa a doarem para os idosos, a ONG estará trocando as doações por brindes. Serão distribuídos bonés e pingentes da causa da maconha medicinal a todos que levarem os donativos nestes dois endereços: Rua Gonçalves Dias, 179 (Estreito), e Rua Antônio Luiz Medeiros, 87 (Barreiros).

Caso não seja possível, os colaboradores da ONG buscarão os ítens em casa, bastando ligar para (48) 99157-4697.

“Somos uma entidade de interesse social e entendemos que é nosso papel ajudar as pessoas que mais precisam nesse momento. Por isso, nós entramos em contato com o Icom Floripa, que é uma ONG de desenvolvimento comunitário que está fazendo um mapeamento das instituições que estão atendendo pessoas em situação vulnerável durante essa crise. A entidade pediu pra gente olhar para os lares de idosos agora”, explicou o presidente da Santa Cannabis, Pedro Sabaciauskis.

A associação também vende camisetas, bolsas, canecas e garrafas. O valor é usado para custear o tratamento de pacientes sociais, que não pagam pelo tratamento. Em um ano de existência, a ONG ajudou centenas de pacientes com diversas doenças, como epilepsia, autismo e Parkinson.

Um dos associados, o Jefersson Damaceno, conquistou em março um Habeas Corpus para plantar Cannabis com fins medicinais para a sua avó, portadora de Alzheimer. A ONG busca na Justiça Federal de SC o direito de cultivar a planta para produzir o óleo aos seus associados.

Anvisa amplia prazo de autorização para importação de Cannabis medicinal

Anvisa amplia prazo de autorização para importação de Cannabis medicinal

Todas as autorizações de importação excepcional de produtos à base de canabidiol em associação com outros canabinoides, emitidas entre 27 de janeiro de 2019 e 27 de janeiro de 2020, passam a valer por mais um ano, contado a partir da data de validade descrita na autorização. Com isso, esses documentos passam a ter validade de dois anos.

Essa medida é resultado da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) da Anvisa 335/2020, que simplificou o processo de solicitação de importação excepcional desses produtos. Confira o exemplo abaixo:

Esta validade passa a ser de mais um ano, ou seja, até 28-01-2021.

Orientações

Os pacientes ou solicitantes que possuem uma autorização de importação excepcional de produtos à base de canabidiol em associação com outros canabinoides na condição descrita e aguardam por uma renovação da mesma na fila de análise junto à Anvisa não necessitam aguardar o deferimento do pedido. O produto já pode ser importado até o prazo final da nova vigência.

Alterações

Confira a seguir as principais alterações nos procedimentos de fiscalização sanitária para anuência de importação excepcional de produtos à base de canabidiol em associação com outros canabinoides:

– Foi excluída a exigência de o paciente informar previamente a quantidade que será importada, sendo o monitoramento realizado nos pontos de entrada dos produtos no país, conforme a quantidade indicada na prescrição médica.

– O prazo de validade da autorização de importação concedida pela Agência foi ampliado para dois anos, inclusive para as autorizações já concedidas. Assim, todas as autorizações emitidas a partir de 27 de janeiro de 2019 passam a ter validade de dois anos.

– A documentação para o cadastro foi simplificada, passando a ser exigida apenas a prescrição médica e o preenchimento de formulário único no Portal de Serviços do Governo Federal.