Archives abril 2020

Conteúdo canábico e responsabilidade social [Podcast 001]

Conteúdo canábico e responsabilidade social [Podcast 001]

Desde que a associação Santa Cannabis iniciou seus trabalhos em 2019 na cidade de Florianópolis, buscamos formas de democratizar a informação, levando conteúdo confiável e de qualidade ao maior número de pessoas que conseguimos.

Lá no começo desse projeto incrível, já sabíamos que nosso sucesso dependia de marcar presença na internet, através das redes sociais e do site. Locais onde publicamos quase que diariamente as notícias e os tópicos mais importantes no debate sobre regulamentação da cannabis para uso medicinal.

Porém, acreditamos que é preciso mais.

Para cumprir nosso papel na linha de frente como um órgão que fomenta conhecimento e trás consigo uma responsabilidade social enorme, nós chegamos a conclusão de que era necessário alcançar as pessoas de uma forma mais intimista, levantando um diálogo aberto e trazendo alguns dos nomes mais relevantes do cenário canábico brasileiro e lusitano para debates leves, informativos e que fossem facilmente consumidos por pessoas de todas as idades, regiões e posicionamentos.

Sendo assim, é com orgulho que nessa data especial de 20/04/20, anunciamos o início do podcast da Santa Cannabis!

Nesse podcast, uma espécie de rádio online que ficará disponível no Spotify e nas principais plataformas de áudio do mundo, nossos apresentadores, Marcus Bruno e Igor Seco, receberão convidados toda semana, com o intuito de levar até você que nos acompanha, apenas os melhores tópicos e debates que rondam o universo da Cannabis em todos os seus setores.

Para começar assim, com o pé direito nessa cruzada por informações relevantes e de qualidade, recebemos em nosso episódio piloto a presença de Nanda Nascimento, integrante do Canal Umdois, que surgiu em 2014 e atualmente é o canal canábico mais influente de que se tem notícia no Brasil.

Nanda vem até nossa humilde bancada para nos ajudar a compreender melhor o papel dos meios de comunicação e sua responsabilidade ao lidar com o público, abordando o uso recreativo e medicinal da cannabis.

Então deixamos aqui o convite para você que nos acompanha.

Escute agora o primeiro episódio do podcast da Santa Cannabis e venha com a gente nessa grande caminhada por acesso a informação:

Covid-19: ONG troca brindes por doações aos asilos de Florianópolis

Covid-19: ONG troca brindes por doações aos asilos de Florianópolis

A associação de pacientes Santa Cannabis, que atende cerca de 300 famílias na Região Sul do Brasil, iniciou uma campanha de doação de alimentos e materiais de higiene e limpeza para os lares de idosos de Florianópolis. Devido ao isolamento social necessário para conter o coronavíus, os asilos estão com as visitas suspensas. Além disso, esses locais perderam suas fontes de renda, com bazares e brechós cancelados.

Os ítens serão encaminhadas à Serte, na Cachoeira do Bom Jesus, ao Lar Seove, no Campeche, e ao Asilo Irmão Joaquim, no Centro.

Para incentivar os moradores da Grande Floripa a doarem para os idosos, a ONG estará trocando as doações por brindes. Serão distribuídos bonés e pingentes da causa da maconha medicinal a todos que levarem os donativos nestes dois endereços: Rua Gonçalves Dias, 179 (Estreito), e Rua Antônio Luiz Medeiros, 87 (Barreiros).

Caso não seja possível, os colaboradores da ONG buscarão os ítens em casa, bastando ligar para (48) 99157-4697.

“Somos uma entidade de interesse social e entendemos que é nosso papel ajudar as pessoas que mais precisam nesse momento. Por isso, nós entramos em contato com o Icom Floripa, que é uma ONG de desenvolvimento comunitário que está fazendo um mapeamento das instituições que estão atendendo pessoas em situação vulnerável durante essa crise. A entidade pediu pra gente olhar para os lares de idosos agora”, explicou o presidente da Santa Cannabis, Pedro Sabaciauskis.

A associação também vende camisetas, bolsas, canecas e garrafas. O valor é usado para custear o tratamento de pacientes sociais, que não pagam pelo tratamento. Em um ano de existência, a ONG ajudou centenas de pacientes com diversas doenças, como epilepsia, autismo e Parkinson.

Um dos associados, o Jefersson Damaceno, conquistou em março um Habeas Corpus para plantar Cannabis com fins medicinais para a sua avó, portadora de Alzheimer. A ONG busca na Justiça Federal de SC o direito de cultivar a planta para produzir o óleo aos seus associados.